IMMEF Facebook
HOME O CONCEPT EXAMES CORPO CLÍNICO   TECNOLOGIA SUA GESTAÇÃO FALE CONOSCO

Sua Gestação

Problemas Comuns

DicasSemana a SemanaCuriosidade


Nesta seção>> • DICAS PARA GESTANTESDICAS PARA SEU BEBÊPROBLEMAS COMUNS

Azia | Cãibras | Dor nas costas | Dor no ligamento redondo | Enjôo matinal | Excesso de salivação | Fadiga | Falta de ar | Gases e eructação
Hemorróida | Incontinência urinária | Insônia | Obstrução e sangramento nasal | Prisão de ventre | Retenção de líquidos e inchaço
Tontura e desmaios | Varizes


Azia
Principalmente na etapa final da gestação, é comum a sensação de queimação no estômago. Os altos níveis de progesterona que seu corpo está produzindo podem tornar a digestão mais lenta e relaxar o esfíncter que existe entre o estômago e o esôfago, tornando mais fácil a subida dos ácidos estomacais. O que você pode fazer Faça refeições leves e freqüentes. Tome um antiácido antes das refeições, mas antes verifique se o medicamento pode ser usado durante a gravidez. Coma bolachas secas quando sentir azia. Evite alimentos condimentados e gordurosos. Evite comer na hora de dormir. Tente dormir com a cabeça sobre vários travesseiros.

Voltar ao Topo

Cãibras
As cãibras na perna ficam mais fortes e freqüentes na medida em que progride a gravidez. A fadiga e o acúmulo de líquidos nas pernas, ao final do dia, são tidos como fatores que contribuem para o problema. O que você pode fazer Andar com os pés descalços pode ajudar a reduzir as dores. Alongar e flexionar a perna ajuda a diminuir a cãibra. Massagear as pernas pode ajudar a minimizar a dor.

Voltar ao Topo

Dor nas costas
Entre 50% e 75% das mulheres sentem dores nas costas durante a gestação, apesar de apenas um terço delas ser efetivamente afetada. As articulações, preparando a mulher para o parto, ficam mais relaxadas, o que diminui o equilíbrio. O que você pode fazer Ajuste a sua postura quando estiver em pé, mudando o seu centro de gravidade. Quando sentar, cuide para que a cadeira tenha um bom apoio para as costas e para que seus joelhos fiquem acima dos quadris. Durma de lado, num colchão firme. Mantenha um travesseiro entre as pernas. Levante-se sempre da forma correta: abra as pernas seguindo a linha dos ombros, flexione os joelhos, faça força nas coxas para levantar e mantenha a coluna ereta. Ao carregar sacolas, divida-as de forma proporcional. Use sapatos de salto baixo. Aplique compressas quentes nas áreas doloridas ou invista em massagens.

Voltar ao Topo

Dor no ligamento redondo
É possível que você sinta uma dor na região da virilha ou na parte inferior do abdômen, em geral entre a 18ª e a 24ª semana. Com o crescimento do útero, pode acontecer o estiramento dos músculos que, embora incômodo, é normal. A dor passa ou, pelo menos, diminui bastante, depois da 24ª semana. O que você pode fazer Não fique muito tempo em pé nem caminhe por tempo prolongado e sem descanso. Mencione sempre qualquer dor abdominal para que seu médico faça os devidos exames.

Voltar ao Topo

Enjôo matinal
Os enjôos, na verdade, podem ocorrer em qualquer hora do dia e, em geral, começam a aparecer desde a 5ª ou 6ª semanas. No final do trimestre deve diminuir ou passar totalmente. O enjôo e as náuseas são desconfortáveis, mas não são motivos para preocupação – a não ser que estejam causando perda excessiva de peso, desmaios, tontura ou impossibilidade de ingerir alimentos.

O que você pode fazer Nunca fique de estômago vazio. Faça pequenas, mas constantes refeições durante o dia, priorizando carboidratos. Se a náusea piora quando você escova os dentes, mude a marca do creme dental. Se piora com a salivação, chupe balas de limão. Gengibre em geral proporciona alívio. Experimente chás, tabletes ou biscoitos. Tente usar faixas de compressão para os pulsos (vendidas em drogarias e lojas de material ortopédico).

Voltar ao Topo

Excesso de salivação
O ptialismo, como também é chamado, só é um problema na primeira metade da gestação. Durante esse período, geralmente a mulher produz o dobro de saliva, com sabor amargo, a língua fica mais grossa e as bochechas ficam intumescidas por causa das glândulas salivares. O que você pode fazer Tire do seu cardápio laticínios e alimentos que contenham amido. Coma frutas, porque elas abrandam os sintomas. Para reduzir a quantidade de saliva produzida, faça várias refeições pequenas e, entre elas, chupe balas de menta e gomas de mascar. Tente escovar os dentes ou fazer bochechos com produtos à base de menta. Chupe algumas gotas de limão ou bala de limão.

Voltar ao Topo

Fadiga
O cansaço no primeiro trimestre é normal e é efeito colateral das alterações físicas que estão ocorrendo. Entre a 12ª e a 14ª semana, a energia volta praticamente aos níveis normais e se mantém assim até a 30ª ou 34ª semanas. Nessa segunda fase de fadiga, reduza suas atividades e não se sinta culpada por ter uma maior necessidade de dormir. O que você pode fazer Quanto mais você descansar, melhor. Eleve os pés quando estiver sentada e vá para a cama mais cedo sempre que possível. Não faça todo o trabalho doméstico, deixe que os outros ajudem. Mantenha uma dieta saudável, evitando cafeína e balas. Esses alimentos fornecem um pico de energia, mas logo depois a fadiga se torna ainda maior porque os níveis de açúcar no sangue caem. Faça exercícios leves todos os dias.

Voltar ao Topo

Falta de ar
O aumento do nível de progesterona aumenta o ritmo da respiração. Soma-se a isso o fato de, no final da gravidez, o útero estar tão grande que pressiona o diafragma e os pulmões. A situação deve melhorar quando o bebê descer para a pelve, nas últimas semanas de gestação. O que você pode fazer Relaxe e evite o estresse. Tente não ficar nervosa ao ficar sem ar. Quando sentir dificuldades para respirar, fique de pé e deixe que seu peito se expanda. Fale com seu médico caso fique sufocada, se seus lábios ou dedos ficarem azuis ou se sentir dor no peito.

Voltar ao Topo

Gases e eructação
Ainda que uma situação embaraçosa, é comum a liberação de gases durante a gravidez. Mesmo antes do final do 1º trimestre, já é possível perceber que sua barriga parece inchada. O que você pode fazer Tente controlar a constipação intestinal Evite refeições abundantes ou alimentos que possam agravar o problema. Os mais comuns são: cebola, repolho, frituras, molhos condimentados e feijão. Mastigue lentamente, de modo a evitar a ingestão de ar.

Voltar ao Topo

Hemorróida
Esse problema é causado pela pressão do útero sobre alguns vasos sanguíneos importantes, fazendo com que as veias se dilatem e inchem. Ainda que você não tenha hemorróidas durante a gravidez, é possível que elas apareçam durante o parto.

O que você pode fazer Evite constipação intestinal, já que fazer força para evacuar aumenta a pressão sobre os vasos sangüíneos. Exercícios diários ajudam a manter o funcionamento normal dos intestinos. Dois a três banhos de assento por dia aliviam os espasmos musculares que muitas vezes causam dor. Experimente também passar óleo de amêndoas ou lenços umedecidos na região. Fale com seu médico sobre possíveis medicamentos. Evite permanecer em pé por muito tempo e durma sempre de lado. Faça exercícios pélvicos que melhorem a circulação na região.

Voltar ao Topo

Incontinência urinária
O crescimento do colo do útero pressiona a bexiga e isso faz com que, em determinados momentos, haja vazamento de urina. O que você pode fazer Converse com seu médico sobre exercícios para fortalecer a musculatura do assoalho pélvico e segurar o esfíncter urinário. A perda de urina, em alguns casos, pode ser sintoma de infecção urinária. Fale com seu médico. A perda de líquidos também pode ser sinal de rompimento da bolsa aminiótica. Peça uma avaliação para seu médico.

Voltar ao Topo

Insônia
A ansiedade em relação à chegada do bebê e os desconfortos físicos das etapas finais da gestação podem causar dificuldades para dormir. O que você pode fazer Acomode a barriga com travesseiros e coloque travesseiros entre a perna. Isso ajuda a achar uma posição confortável. Tome um banho quente antes de ir dormir. Beba leite morno, que faz com que você se sinta sonolenta. Não faça refeições pesadas antes de dormir. Tome muito ar fresco e não durma em lugares pouco ventilados. Faça exercícios regularmente.

Voltar ao Topo

Obstrução e sangramento nasal
O fluxo de sangue aumenta em todo o corpo por causa do aumento dos níveis de progesterona e estrogênio. Isso pode provocar um edema nas passagens de ar do nariz. Esse fluxo aumentado de sangue pressiona as veias do nariz, tornando comum o sangramento. O problema só melhora, geralmente, depois do parto. O que você pode fazer Aumente a ingestão de líquidos. Procure umedecer a casa, especialmente seu quarto à noite. Durma com um travesseiro sob a cabeça. Faça inalações ou use um spray nasal com soro, caso a congestão for muito forte. Não use medicamentos sem a orientação do seu médico. Assoe o nariz com cuidado para não causar muita pressão. Ingira alimentos ricos em vitamina C.

Voltar ao Topo

Prisão de ventre
Os altos níveis de progesterona podem trazer como conseqüência fezes endurecidas e dificuldade para evacuar. Ao mesmo tempo, o útero comprime os intestinos e o ferro das vitaminas que você está tomando pode piorar a situação. O que você pode fazer Ingira alimentos ricos em fibras. Beba muito líquido. Coma ameixas ou beba um copo de suco de ameixas diariamente. Se necessário, tome um emoliente de fezes. Os que contêm docusato de sódio podem ser usados na gravidez. (você pode tomá-los de três a quatro vezes por dia). Faça exercícios regularmente. Eles estimulam a atividade intestinal.

Voltar ao Topo

Retenção de líquidos e inchaço
O inchaço está relacionado ao aumento de líquidos do corpo na gravidez. Normalmente, o edema aparece nos pés, tornozelos, mãos e dedos. O edema pode ser sinal de pré-eclâmpsia. Notifique seu médico quando for se consultar.

O que você pode fazer Não fique de pé por períodos prolongados. Sente-se periodicamente, com as pernas levantadas. Se suas mãos incharem, não as deixe penderem ao longo do corpo. Levante-as na altura do coração. Evite usar roupas e sapatos apertados. Use meias elásticas ou verifique com seu médico alguma sugestão de meias. Beba muito líquido. Não reduza a ingestão de sal, a menos que sua pressão esteja alta.

Voltar ao Topo

Tontura e desmaios
Nas primeiras etapas da gravidez é normal a sensação de tontura por causa do esforço do fluxo sanguíneo. Também pode ser provocada pela pressão do útero em alguns vasos sanguíneos importantes, níveis baixos de açúcar no sangue, pressão baixa e pelo ato de levantar-se muito rapidamente. Os desmaios, no entanto, são raros durante a gravidez, mas em geral não prejudicam o bebê. Podem ser sinal de anemia, então comunique seu médico.

O que você pode fazer Levante devagar, nunca em movimentos bruscos. Não deite de costas. O ideal é deitar-se de lado. Beba muito líquido e não deixe de ingerir sal. Para manter os níveis de açúcar no sangue, faça refeições leves e freqüentes, ricas em proteína. Tenha sempre na bolsa uvas passas, frutas ou bolachas de cereais integrais, caso seja necessário provocar uma rápida elevação de sua glicemia. Se sentir muito calor, tome um ar e evite roupas que prendam a circulação, especialmente no pescoço e na cintura. Caso você sinta que está prestes a desmaiar, sente-se com a cabeça entre os joelhos ou deite-se com os pés levantados.

Voltar ao Topo

Varizes
As varizes surgem porque o útero pressiona as veias pélvicas, aumentando a pressão sobre as veias da perna e causando refluxo. O sangue retido nas veias faz com que elas dilatem. Há uma propensão maior a ter varizes por herança genética, caso você esteja acima do peso ou fique sentada ou em pé por muitas horas. Normalmente elas não doem e regridem após parto, mas nem sempre de forma completa.

O que você pode fazer Evite ficar de pé ou sentada por longos períodos. Caso tenha que ficar sentada, mexa as pernas constantemente para ativar a circulação. Tente descansar várias vezes por dia, para tirar o peso dos pés. Sente com as pernas elevadas. Use meias elásticas ou verifique com seu médico alguma sugestão de meias. Evite usar meias com elástico justo que possa apertar sua perna.

Voltar ao Topo

 

Voltar

 

Av. Sete de Setembro, 4848 - 6º andar | Batel | Curitiba
41 3046.3333
  O Concept Exames Sua Gestação Imagens Concept Fale Conosco
  Compromisso IMMEF
Atendimento IMMEF Concept
Experiência em Medicina Fetal
Tecnologia
Corpo clínico

Por etapa de gestação
Consulte aqui a lista de exames

Dicas
Semana a semana
Curiosidades
Base de imagens Contate-nos
Localização
Trabalhe conosco
Facebook
Webmail
Copyright © IMMEF - Todos os direito reservados Responsáveis Técnicos: Sergio Luis Costa CRM 13.924 PR | Cláudio Correa Gomes CRM 13.687 PR | Adriano Chrisostomo CRM 13.589 PR hidea.com